Inspeção de Equipamentos Estáticos


A inspeção de equipamentos em operação tem em vista a manutenção do estado físico do equipamento em níveis adequados para satisfazer as necessidades mínimas de confiabilidade e segurança operacional e o consequente atendimento à legislação da norma NR-13.

Na fase inicial, de planejamento, são definidos os exames e testes necessários para avaliar o estado físico do equipamento, em função dos problemas potenciais (trincas, pites, perda de espessura, etc.) associados aos mecanismos de deterioração possíveis de atuar no equipamento, identificados pela avaliação dos dados de processo, projeto e histórico de inspeção, manutenção e operação.

Na fase subsequente são executados os exames e testes programados tais como exames visuais, medição de espessuras A-Scan, B-Scan e/ou C-Scan, exames por partículas magnéticas, líquidos penetrantes, exame de soldas por ultrassom, medição de espessuras de tubos por IRIS e exames globais por Emissão Acústica e Testes Hidrostáticos, entre outros.

Quando são identificados DDAs (Danos, Defeitos ou Avarias) durante as inspeções, são executadas Análises de Danos para determinar as suas causas e consequentemente as possibilidades de reparos, necessidades de inspeção complementar, ações adequadas para eliminação das causas ou possibilidades de convivência com as descontinuidades.

A análise do estado físico do equipamento é executada pela Engenharia, com base em normas e códigos reconhecidos tais como as normas API, código ASME e NBIC. Quando reparos e/ou alterações são recomendadas, são elaborados Projetos de Alteração e/ou Reparos, cujas atividades são fiscalizadas.

(c) copyrigth 2016. Todos os direitos reservados. taksibrasil.com

Uma empresa do grupo: